Não há como negar que o dinheiro move o mundo e que produzir lucro é o maior foco das grandes empresas, mas ele não é prioridade apenas delas: o dinheiro virou o objetivo principal para muitas pessoas e para outras, mais do que isso, se tornou o único sentido da vida.

Publicidade
Curta e compartilhe

Embora o capitalismo ainda seja a palavra de ordem, algumas empresas estão adotando métodos para que ele seja, pelo menos, consciente e que crie um impacto positivo na sociedade.

Um exemplo são as empresas certificadas no Sistema B, um movimento que pretende disseminar o desenvolvimento sustentável, equitativo, por meio da certificação de empresas no âmbito global e têm como objetivo solucionar problemas socioambientais.

Isso não significa que são empresas perfeitas, mas elas colocam seu proposito no centro e tem compromisso a melhora contínua, combinando lucro com solução de problemas sociais e ambientais.

Porém, o mercado financeiro também é formado por pessoas. Todos criam oferta e demanda de produtos e serviços, por isso, se a cabeça das pessoas também não mudar de nada vai adiantar a mudança nas empresas.

A especialista em empreendedorismo e inovação Fabiana Mello separou algumas dicas para quem quer começar uma mudança pessoal em busca de um comércio justo, do consumo consciente e produzir um impacto positivo na sociedade:

  • Consumir o máximo possível de produtos orgânicos, em respeito à natureza e à saúde;
  • Comprar de pequenos produtores para estimular o seu crescimento;
  • Conhecer a origem dos produtos que está comprando;
  • Comprar o que realmente precisa e não utilizar o consumo como meio de satisfação;
  • Praticar a doação para projetos sociais que possam fazer a diferença na vida de outras pessoas;
  • Encarar o dinheiro como meio e não como um fim em si mesmo.

O consumo consciente pode ser um caminho para a transformação da sociedade, além de ajudar muitas pessoas que estão vivendo dilemas a respeito de sua relação com o dinheiro.

Gostou do conteúdo? Então, deixe seu comentário! Ele é muito importante para mim.

Envie sua sugestão de novos assuntos pelo Messenger. Curta e siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, Twitter e Instagram; e inscreva-se no canal no YouTube. Receba, ainda, novidades e ofertas exclusivas por e-mail inscrevendo-se na newsletter.